10 sinais de que você pode ser um franqueado

Franqueados são pessoas únicas. Não só porque pensam de forma diferente, mas porque agem de forma diferente. Eles se baseiam em características, hábitos e crenças pessoais para criarem desejos que se situam entre o prazer do negócio e a genialidade.

Se já imaginou ser um franqueado, confira a lista abaixo. Talvez você não tenha todas as características ou habilidades, mas se tiver algumas, será um bom indicador de que você tem o que precisa para ser e fazer UAU.

1.

Você vem de uma família de indivíduos que, simplesmente, não queriam trabalhar para os outros. Seus pais trabalhavam por conta própria. Apesar disso não ser verdade para todo empreendedor (eu incluso), muitos têm, na família, pais que são autônomos.

2.

Você odeia o status quo. Você é uma pessoa que sempre está questionando o porquê das pessoas fazerem o que elas fazem. Você se esforça para fazer as coisas melhores e está disposto a tomar uma atitude.

3.

Você é autoconfiante. Já conheceu algum franqueado pessimista ou derrotado? Afinal, se não tem confiança, como os outros vão acreditar em você? A maioria dos franqueados são muito otimistas sobre tudo à sua volta.

4.

Você é apaixonado. Haverá momentos onde você vai gastar grandes quantidades de dinheiro e não vai receber nada. É sua paixão que te fará continuar.

5.

Não aceita “não” como resposta. Um franqueado nunca desiste – jamais.

6.

Você tem o dom de criar parcerias improváveis graças a sua habilidade de conectar os pontos. Pessoas tendem a orbitar à sua volta porque você é simpático. Muitas vezes por causa de sua paixão.

7.

Você gasta mais tempo com seu sócio do que com sua família.

8.

Você largou a faculdade assim como Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg

9.

O trajeto diário para seu escritório é do quarto para a sala.

10.

Você sempre foi um funcionário ruim e, provavelmente, foi demitido várias vezes. Não se preocupe: você não está sozinho. Eu, pessoalmente, fui demitido várias vezes na vida. Não encare isso como um sinal de que você é uma má pessoa. Algumas vezes, faz parte do seu DNA.

 

Texto originalmente publicado no site Entrepreneur por John Rampton. Traduzido e adaptado pela UAU, Express.